Buscar
  • Ana Zacharias

Ser Coach - a arte de acompanhar outro ser humano


Ser coach é a arte de poder acompanhar outro ser humano em uma transição a partir dele ou dela utilizando técnicas próprias ao coaching e ferramentas de diversas áreas de conhecimento. Esta transição implica em mudanças comportamentais que o liberam para o desenvolvimento de competências pessoais e profissionais.


Uma habilidade importante para o coach é a escuta ativa ao acompanhar o coachee para colaborar com a ampliação do seu olhar sobre um tema e descobrir novas possibilidades se permitindo sair da situação atual de insatisfação. É conduzir em um processo que leva à satisfação consigo mesmo, ao descobrir novas formas de atuar no mundo.

Em uma cultura que nos ensina a necessidade de ter respostas, ser coach é viver na abertura, no questionamento sem emitir opiniões sobre os assuntos do coachee e estar, genuinamente, conectado com o momento presente de quem acompanha. Ao trazer uma observação, um olhar sobre a situação, o coach não domina a conversa, apenas flui com ela. De Julio Ollala escutei certa vez que ser coach 'é ter amor pelas perguntas' o que me parece uma definição acertada. Ao perguntar, desfiar, questionar abre-se a possibilidade de ampliar o olhar do coachee para a situação que causa incômodo e assim criar a compreensão de caminhos possíveis para se transformar e fazer a transição que ambiciona. Aprendemos socialmente que precisamos controlar tudo, predizer e acertar. E isso, normalmente, traz um peso para a vida e também é causa de muitas frustrações. Nos processos de autoconhecimento compreende-se que não há controle do que é exterior e, quando conseguimos ressignificar nossas histórias, estamos também nos conectando com o aprendizado necessário para que possamos seguir adiante conectados com o que trazemos essencialmente em nós.


Nessa jornada para dentro o coach acompanha na descoberta e reconhecimento das inquietações, convidando o coachee a nomear, desafiar, ressignificar e praticar a aceitação e também soltar aqueles julgamentos e crenças que não servem mais. Então a mudança acontece ampliando assim a possibilidade de atuação do indivíduo no mundo em que vive com decisões e ações mais conectadas com sua autenticidade.

0 visualização