• Ana Zacharias

Eu tenho uma dor que dói...

Atualizado: Mar 12



Eu tenho uma dor que dói e eu tento explicar na falta que alguém me faz, eu tento pensar se faço falta também, tento contar sobre a dor. - Oi, olha, dói aqui ó... mas não dá pra explicar, ela só dói. Fico lembrando das coisas, sinto falta... então dói.


Eu tenho uma dor que as vezes some. Mas quando aparece ela dói... dói no peito, dói na alma as vezes dói em todo lugar.


Ela vem em forma do que não vivi, uma ausência não sei do que. Ela as vezes aparece com nome de alguém e então a chamo de saudade. Mas então percebo que não é de ninguém é dor minha mesmo e mora aqui... tem tempos que me acompanha independente se estou junto ou só, independentemente de eu estar alegre ou triste. Ela vem...


As vezes chega de mansinho, encabulada por voltar e em outras ela surge e me faz ter dor de braço e de perna, nas costas ou na cabeça. As vezes me faz até dizer que não tô boa, sei lá. Tem vezes que até continuo rindo e rio até dela, sim da dor. Ô dor insistente, resistente... dor latente.


As vezes resisto e digo sai pra lá que hoje não é dia de dor é dia de luta, mas tem outros dias que me dá um cansaço e então a recebo, faço a cama, vou às lagrimas, abraço a dor, me entrego pra ela que me nana, me sussurra contando coisas me importam.


Então, por fim, se vai. Deixa aqui um espacinho que é dela, já fica aqui porque sei ela vai voltar hora ou outra para me lembrar. Nestes intervalos continuo com outra dorzinha aqui outra ali, rindo e vivendo.


Conheço a dor que dói e a acolho porque não só dói ela também me faz e ensina, me conta, me baliza, me faz existir e me compadecer com as dores do mundo que não são minhas, mas que posso entender afinal tenho uma dor que dói.


Essa dor que dói me revela, me nivela e me chancela. Ela me faz sentir viva na sua presença ou ausência. Ela me faz humana!



25 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo